Arquivo | Razão Áurea RSS feed for this section

Número de Ouro

3 ago

É com o maior prazer que informo que o MATEMATICAMANIA agora tem um DOMÍNIO PRÓPRIO e um NOVO LAYOUT. Agradeço aos milhares de visitantes diários e as inúmeras indicações em sites e instituições educativas.

Visite-nos no novo endereço: http://www.matematicamania.com.br

Siga o Matematicamania no Facebook no endereço:

http://www.facebook.com/pages/Matem%C3%A1tica-Mania/187488291310989

Abraços

Sandra Di Flora

Várias são as versões a respeito do surgimento do número áureo. Uma delas afirma que esse número surgiu por acaso, quando o matemático grego Euclides (370 a.C. a 275 a.C.) tentava descobrir a melhor maneira de dividir um segmento de reta em dois segmentos não-congruentes, isto é, de medidas diferentes.

 

Depois de várias tentativas, Euclides encontrou uma divisão, que classificou como a mais harmônica:

 

Um segmento de reta AB foi dividido em duas partes AC e CB, de modo que:

(AB está para AC assim como AC está para CB – proporção áurea)

 

O valor encontrado para as razões:

 

é o número irracional 1,618033989…, que é usado, geralmente, com apenas três casas decimais : 1,618 (número áureo ou razão áurea).

Posteriormente atribuiu-se ao número áureo a letra grega Φ (fi) em homenagem a Fídias, o famoso arquiteto e escultor grego, que utilizava a razão áurea em suas obras.

 

No Paternon – sua obra mais célebre – a razão áurea aparece em destaque no retângulo, chamado de retângulo áureo, pois dividindo-se a medida do seu comprimento pela medida de sua largura encontra-se o número FI (Φ = 1,618).

Paternon – obra de Fídias

 

O número áureo pode ser obtido algebricamente.

Clique no link abaixo e acompanhe essa demonstração.

 

Demonstração